Como escolher a escola para seu filho: 8 dicas que podem ajudar – Criança na Plateia

Escolher a escola dos filhos não é e nunca será tarefa simples. Cedo ou tarde, os pais se deparam com a difícil missão que é decidir por qual caminho seguir em relação à educação das crianças. De acordo com o diretor-geral do Colégio Positivo, Celso Hartmann, nessa hora, é muito comum os pais e responsáveis ficarem aflitos e cheios de dúvidas, tentando definir o que é melhor para elas. Quer ver algumas dicas?

“O enorme leque de opções, às vezes, confunde mais do que ajuda. E para que a decisão seja a mais acertada, é preciso ponderar os valores da futura escola, que deverão estar alinhados com os princípios da família, o investimento a ser feito, além de fatores como distância, trânsito, metodologia de ensino, atividades culturais, esportivas e cursos de línguas”, completa ele.

Vamos às dicas:

1. Religião
É importante analisar qual é o peso da religião para a família e se a orientação da escola pode conflitar com a educação familiar.

2. Formação da equipe
A formação dos profissionais é algo que pesa na escolha da instituição de ensino. Avalie qual é a política de seleção da equipe, quais as exigências para a contratação dos profissionais e a rotatividade da equipe e, sobretudo se há investimento na continuidade dos estudos para que se mantenham atualizados.

3. Conteúdo
Fique atento à proposta pedagógica do colégio e como ela é operacionalizada em sala de aula. Procure saber a dosagem de trabalho na escola e em casa e se o foco está no desenvolvimento de habilidades e competências dos estudantes.

4. Exposição de trabalhos
Nem sempre as crianças contam ou mostram tudo o que fizeram durante o dia na escola, então algumas instituições optam por mostrar isso aos pais em forma de exposição em áreas comuns ou durante as reuniões. Os trabalhos feitos em sala de aula que vão para a exposição servem tanto para gerar sentimento de pertencimento aos projetos da escola, como também é uma materialização da aprendizagem. Fique atento ao que está exposto, isso revela muito da escola.

5. Distância
Longos deslocamentos sempre geram desgaste físico e emocional. Chegar cansado pode interferir na produção escolar.

6. Faça as contas
Além do valor da mensalidade é preciso pôr na ponta do lápis outras despesas, como aulas extracurriculares, lanches e lista de materiais de apoio. Assim é possível chegar ao investimento real da escola e do impacto que ela terá no seu orçamento.

7. Criatividade
A criatividade é importante para você? Analise isso quando visitar as dependências da instituição e seu mobiliário. A disposição de mesas e cadeiras, designer, espaço de lazer e orientação dos professores pesa muito nessa questão.

8. Tamanho da escola
Analise se você prefere uma escola focada em determinada fase da vida do seu filho ou se optaria por uma que reúne toda a educação básica em um mesmo espaço. Ambas têm suas vantagens e desvantagens.

Compartilhar: